sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

champagne me traz

champagne me traz
apraz-me sempre aqui estar
encobrir
mostrar
sonhar
radicalizar...

oh...tempo
senhor de tudo
do olfato à visão
das rimas à compreensão
do coração ao descompasso
do abraço...

melhor sair
quem sabe fugir
da política
da crítica
da vergonha de latina ser
oh...não quero isso dizer...

na infância aprendi
educação
respeito
sinceridade
verdade
por que só vejo falsidade...

lugares de respeitabilidade
viraram circo
rabisco um poema
capenga
não quero crer
não quero ver...

esse não é meu país
esse não é meu sonho
quero acordar
é pesadelo...


Nenhum comentário: