quarta-feira, 1 de junho de 2016

não cales grito

não cales grito
quase inaudível por vezes
sem esperanças outras tantas
sem energia pra adiante
atraiçoado
apunhalado...

não cales grito
para uns maldito
para outros sem graça desde remoto passado...

não cales grito
no lamento remoído
no praguejar balbuciado
no agir sempre simulado...

mais alto
mais forte
mais caloroso
mais honroso
teu grito ecoa
tua alma perdoa
tua mão abençoa...


Nenhum comentário: