segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

porque a lei é divina

silêncio da casa reflete interna quietude
desbravada cotidianamente
calada
teimada
chorada
esperançada...

porque agora tem gosto
retomo desgosto
revejo etapas
comprovo bravatas...

porque hostilidade tem cara de bondade
inveja tem sorriso
desculpas vêm mascaradas...

porque bom e velho compromisso
ao largo passou
nem chegou...

porque azedo da lida
dor da ferida
um dia se vão
não em vão tempo de guerra...

porque reflexão traz serenidade
à luz de cada verdade
se faz cada estrada...

porque caminho tem jeito que nele se dá
chegada de um jeito se revelará...

porque pincel tem mágica escada
segura por mil guardiões
não despenco quando alguém a retira
ateio fogo às vestes da ira
invento nova estrada
oro na madrugada
porque a lei é divina...


Nenhum comentário: