domingo, 21 de junho de 2015

inverno do tempo

fria noite da alma se esconde
na maior noite do ano
dia amanhece devagar
a catar nuvens debochadas
obesas de nebulosidade...

na estrada sol abençoa
ousa a luz iluminar as faces
disfarces caem assim
antes do meio-dia...

na visão morna transborda
desembaça céu interno
inverno do tempo
primavera da vida...

Nenhum comentário: