segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

velho amigo diria

conecto-me ao profundo mundo interno
visualizo ínfima florzinha no caminho florescida
ouço trinar da avezinha nos galhos escondida
sinto roçar das asas do beija-flor ao vento
precioso momento...
(foste tocada pelo espírito... velho amigo diria...)

dançam pequeninas personalidades
vaidades domadas
esperanças rebrotadas da chuva
na tarde espiralada em matizes
coração flutua enlevado
branca lua no adormecido sol
agradecido sono
macio lençol...

Nenhum comentário: