quinta-feira, 23 de outubro de 2014

rubras as flores da primavera da alma

                                                                         photo by maude poesia


palavras desbotadas
ação do indevido uso
confuso sentido...

abraço à frivolidade
cheira à maldade...

foco
ajo
mudo
determino
lastimo
morte tem significado
dor no espaço vazio
percorre terreno sombrio
ocupo o quarto
acredito na interna força
traço caminho
adormeço
acorda-me o bem-te-vi...

rubras as flores da primavera da alma...



Nenhum comentário: