domingo, 10 de agosto de 2014

minha ciência

                                                                               photo by maude poesia

pensamento revolto
na calma do outono ido
folhas caídas
mente e coração em sobressalto
no galho do pessegueiro
flor a apontar...

constato
sem nenhum tato
ou quase
há luta todo dia
internamente a maior...

busca-se sinceridade
verdade
ações de simplicidade
fundamento da subversão
ah... sentido modificou...
ou novos significados...

ações rotineiras
não trazem novas sequências
além das acontecidas
para ação não esperada
sentirás execração...

tão forte assim
sem hipocrisia
atenta a constatação...

expectativas
ah... engano trazem
se não as domamos de antemão...

potro bravio
pensamento voa
entoa hino de liberdade
em meio à multidão...

e o tempo não te faz sapiente
sem a singela constatação...

querido
por certo
se teu comportamento aberto
esperado
rotina
te aprisiona
ao outro fascina...

prefiro chama ardente
da sempre nova decisão...

rebeldia com consciência
minha ciência
resguardo espaço
abraço com amizade
preservo conquistas
às minhas falas
respeito
não há por certo
outro jeito
de saudável convivência
já disse
minha ciência...

sábado, 9 de agosto de 2014

reflexo na estrada

                                                                                    photo by maísa


caminho ao som dos dias
tempo afaga
quando quer
quebra verdades
açoita vaidades...

reflexão alimentada
reflexo na estrada
liberdade gestada
tempo fortalece
regada consciência
cresce
voa
conquista liberdade...

tudo se amplia

                                                                             photo by maude poesia

ler o mundo
os acontecimentos
as fisionomias
as caricaturas
as perversas figuras
necessário entendimento
compreensão... talvez...
se não for presunção
decifrar o turbilhão
a tempestade
a ventania
antes do raiar de um novo tempo...

pinta-se o céu de escuro por vezes
de incertezas transborda cotidiano
aprender a decifrar signos em rebeldia
na trágica alfabetização do dia a dia
escasso espaço pra transitar
enquanto lá fora o desabar
cá dentro tudo se amplia...