domingo, 6 de julho de 2014

avante com honra

                                                                        image by www.foxsports.com.br

hoje abro mão da alegria
de todo o dia
aquela que fala de amizade
valoriza a sinceridade
ama a claridade
fundamenta-se na verdade
de si
de tudo afinal...

poesia de sonho
hoje se entristece
bom não houvesse
covardia
deselegância
inveja
injustiça
no mundo
também no futebol...

no brasil hoje choram adolescentes
anciãos
criancinhas
adultos que se orgulham
de ter alegria no coração
esporte mora na alma
de todos desta nação...

isso não tem importância
com licença
se você assim pensa
não sabe
não entende
o que é nascer nesta terra
ter orgulho de seu chão...

alguns não entenderão
dirão acontecido
é próprio do futebol
dos esportes
das competições...

ora... ora...
não me venham com falácias
futebol tem estilo
tem graça
tem vivacidade
tem gols de placa
tem torcedores alegres
tem dos atletas ampla dedicação...

no entanto saibam todos
nosso povo tem sabedoria
em corrente de energia
fará certamente a dificuldade
levar avante com honra
nossa seleção...

e o sonho deste brasileirinho
neymar 
no chão abatido pela covardia
motivo será de sintonia
e a alegria desfeita
e o sonho ora desconjugado
serão reescritos com letras
geradas nas entranhas
de toda uma nação...

2 comentários:

São disse...

Eu vi o jogo, torcendo pelo Brasil - como é óbvio.

O jogador que lesionou desta maneira brutal um colega de profissão deveria sofrer severo castigo.


Até porque o uruguaio Suarez foi castigado ( e bem ) , embora me pareça excessivo o número de jogos, por morder o adversário.

E Pepe já deveria ter sido irradiado do futebol por todas as agressões que tem feito: desde pisar propositadamente a mão a Leonel Messi, sentado no chão, à saraivada da pontapés e e não só ao jogador do Getafe que empurrara fazendo-o cair!

Boa sorte para o Brasil, que Neymar recupere bem e depressa e enorme abraço para sui

Vera Luiza Vaz disse...

Obrigada, amiga São, pela presença sempre generosa com meus escritos. Já disse que não sou uma pessoa muito futebolística, porém este é um momento de recepção a muitos visitantes de povos estrangeiros que muito nos sensibiliza,pela oportunidade de mostrar ao mundo o quanto trabalhamos para construir um país justo e bom. Quando um fato assim tem lugar, nosso sentimento de aversão às injustiças se expande. Esperemos que os nossos jovens, que a tudo assistem um pouco estarrecidos com a brutalidade, entendam que esse não é o caminho pelo qual os relacionamentos, esportivos ou não, devam acontecer.
Grande abraço, querida amiga!