segunda-feira, 5 de maio de 2014

no silêncio da manhã

                                                                                  photo by maude poesi


silêncio na manhã
perfume ao lume
neblina
chuva fina
infância em sentimento
ausência de vento...

jeito de ver
de expressar
de viver
estrangeiro ao momento
comum ao tempo...

já não me oponho tanto
calo em prece no entanto...

silente agradeço
apreço ao dia
à vida
ao abraço
à amizade
à verdade escondida
no silêncio da manhã...

2 comentários:

São disse...

Minha querida, e assim revela tanta sabedoria o seu poema..

Abraço apertado

SOL da Esteva disse...

Na conjunção dos momentos, posso afirmar ser uma Poesia completa.
Se faltar algum ingrediente ele é suprido pelo conjunto.
Gostei.



Beijos


SOL