terça-feira, 27 de maio de 2014

neologismos quaisquer

                                                                               photo by maude poesia                                         


vai aonde não quer
considera o desconsiderável
neologismos à prova
trova a alma inquieta
descrente da inventação
sem ar pulmão
sem mão ampliada na massa
amassa vida com desjeito
sem cuidado de ferir
peito arde no tempo
brota e desbrota pensamento...

faz por cumprir
descumprir quer por certo
céu assim coberto
esconde-se quase a luz
campeia incentivo pra guerra
interna luta de espanto
desmudam-se flores de canto
recobre manhã na neblina
cortina da madrugada...

no desfazer intempérie
mil mistérios escondidos
gemidos de algareio
freio de cavalo alado
sem alas de avoação
grito suspenso na goela
à espera de outra estação...

no senho franzido
cerzido na noite triste
respingos de chuva fria
sangram folhas na melodia ...

Nenhum comentário: