quarta-feira, 27 de novembro de 2013

aos poucos...

                                                                                photo by maude poesia


aos poucos se percebe
necessita-se de menos
sabe-se quase nada
caminha-se adiante
vê-se muito
entende-se pouco
aprende-se... aos poucos... um pouco mais...

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

primavera frutificada

                                                                           photo by maude poesia


céu escurece
trovoada assoma
piscam relâmpagos
claridade desaparece
no meio do dia...

sinfonia de chuvarada
água abençoada
lava ruas
lava mentes
enxágua almas...

banham-se folhas
flores
frutos
primeiros
primavera frutificada...

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

adjetivados

                                                                    photo by maude poesia


sapatos rotos
caminho irado
acordado dia
invadida ventania
rebelde sopro
assombro revelado
instaurado reboliço
feitiço  conjugado
poeirenta estrada
embarrada chuva
ponte de água doce
frio cortante
escaldante verão
azulado céu
anil estrelado
escuro trovejado
percurso continuado
anunciada flor...



domingo, 10 de novembro de 2013

pelo prazer de ser

                                                                     photo by maude poesia

ao sol
cresço
floresço
me mostro...

me alegro
me entrego
ao fazer
ao ser
pelo prazer de ser...

domingo, 3 de novembro de 2013

fortaleza escondida na flor

                                                                             photo by maude poesia


de inverno à primavera
transição me encontra ocupada
desassossegada
como sempre
para algumas coisas
amplamente na paz para outras...

mente inquieta
por vezes apenas quieta
na meditação necessária
na invenção imprescindível
no crível incrível fascínio
diante de novo amanhecer...

corpo leva a alma ao píncaro
ou esta o faz voar
na unidade presente
infatigável poema da natureza
incansável mundo de cores
delicadeza
na fortaleza escondida na flor...

ao samba enredo da fútil vida

                                                                                photo by maude poesia


reais cara e alma
escondidas
sofridas ambas
no samba enredo da fútil vida
passarela inútil
borrada fisionomia
empobrecido sorriso
abraço esquecido
verdade escorrida
sopro de brisa
não limpa ferida...

em vão entender
jeito conturbado de viver
dores aprofundam
analgésicos abundam
amontoa-se desconforto
um torto jeito
nem chega a ser defeito...

em vão desmontar postura
cura buscada
não dá conta
aparência
rainha da dor
do desconsolo
da camuflada tristeza de viver
presa ao engano de ser...

na ignorância do cultivo
crescem
apodrecem
quaisquer perspectivas
de sair da passarela
ao samba enredo da fútil vida...


sábado, 2 de novembro de 2013

ao forte sopro do primaveril vento...

                                                                  photo by maude poesia

fortalecimento na troca
garantia de continuidade
sobrevivência
ensinamento
ao forte sopro do primaveril vento...