segunda-feira, 26 de agosto de 2013

cada novo instante

                                                                      photo by maude poesia


no fim do agosto
no fim da canção
no fim do inverno
no fim de mim...

o que resta
o que adentra pelas frestas
senão recomeço
reinício
sem desperdício
de sentires...

além se fazem
se constroem
se dimensionam
se movem
no íntimo infinito
todos os fazeres
dizeres de fé
gritos de silêncio
impertinências
demências
de que se faz cada novo instante...


Nenhum comentário: