terça-feira, 9 de abril de 2013

sempre abril

                                                                    photo by maude poesia

abril doido
de ocorrências
lembro de acidente aviatório
véspera de nove anos...

fiquei ali
encostada à parede da casa
pensativa
sem muito compreender
tantas as movimentações...

cenas de abril distante
num tempo diferente
tempo de crer
de crescer...

outros abris vieram
cenas de esperança no frio
vazio prognosticado
encarcerado mês de abril...

hoje abril tenta
inventa moda
incomoda
idealiza um tanto
realiza um pouco
sempre abril de novo...

Nenhum comentário: