quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

transbordar


                                                            photo by maude poesia



transpor obstáculos no caminho
transbordar feito pão levedado
sair do sulco do arado
voar como infantil passarinho
pra fora do ninho consagrado
no absurdo rumo da arte da vida
jogar fora olhar de incompreensão
agradecer sempre... sempre pelo pão...

ficar assim deitado feito gato
se me aprouver
com as pernas pro alto
se quiser
comer arroz com feijão de colher
pintar céu com invisível lápis de cor
supor possível o impossível
afogar no esquecimento do mar profundo
toda contrariedade do mundo
andar descalça na grama
dançar sem motivo além da alegria 
ler mágico livro do contentamento
beber da energia do dia
ter esperança como companhia...

Nenhum comentário: