terça-feira, 1 de janeiro de 2013

novo tempo

                                 "na sorveteria com vovó"- photo by maude poesia


penso no valor
dos sentimentos
das ações
da palavra cumprida...

penso no valor
do não sem comodidade
da resposta de verdade

seriedade não se inventa
responsabilidade prevalece
não esquece
cresce
na sinceridade...

novo tempo
de reflexão
de olhar interno
de doce olhar externo
de perdão a si mesmo
ao outro
somos vulneráveis
também somos fortaleza
somos no cotidiano...

novo tempo
de mudar
mutantes para crescer...

novo tempo
de profundamente se ver
de crer
de amar a si mesmo
ao outro
de ser sem sofrer
de alegremente viver...


2 comentários:

Anônimo disse...

Pois, Maude...

Novo Tempo...
J.J. Oliveira Gonçalves

Novo Tempo de Esperanças
Salve, Cosme e Damião!
Protetores das crianças
Querubins do coração!

Nestes dias atuais
Tão bicudos, tão carentes
De valores tão banais
De meus versos descontentes

Ter a Infância lado a lado
É bombear o coração
Com o Sangue do Passado
Quando a Vida era canção!

Novo Tempo... Menininha
Moreninha - que Candura...
A rima que antes não tinha
Vê: por ti, se fez Ternura!

Levar-te à sorveteria:
Singelo gesto de Amor!
À Vovó dás Alegria
Versinhos ao trovador!

"Dia de Reis" - deixo aqui
Garatujas de presente!
Ao escrevê-las senti
Ai, mimos... de antigamente!

Com franciscano abraço para vovó e netinha!
JJ!
Porto Alegre, 06 de Janeiro - Dia de Reis/2013 - 10h13min - HS

















Vera Luiza Vaz disse...

Querido amigo poeta JJ,

Vovó, comovida, agradece o carinho!

Valor cantado se faz presente...

Salve Cosme!! Salve Damião!

Salve amigo!! Mágico presente no Dia de Reis!

Afetuoso abraço!