domingo, 29 de dezembro de 2013

cotidiano agradecimento

                                                              photo by maude poesia

cotidiano agradecimento
se renova
ao vento leste de verão
início de nova estação...

pelo verde e branco em azul fundo
pela serenidade no mundo
pelo aconchego na sozinha hora
pela bênção
nunca demora...

agradecer é ver
sonho concretizado
é aprender sempre um pouco mais
com quem está ao lado...

agradecer é entender
se dá
o que se tem
assim somos feitos
defeito seria negar
tempo de caminhar...

no simples enfrentamento
sentimento se aprofunda
entendimento se expande
ação... então... se concretiza
pra ser
com alegria
no mundo com poesia...


segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

jogo da capoeira... jogo da vida...

                                                             photos from Cristiano Cabeleira's file


end of year
not end of times...
yet...

andei de pernas pro ar
fiquei sem ar
na capoeira da vida
dancei
ginguei
desaprendi
aprendi
regredi
cresci
um pouco
outro pouco de mim esqueci
lembrei do compromisso
a ele submisso
um pouco
outro pouco dele esquecido...

inventei
surpreendi
fiquei eu surpreso
preso
um pouco
outro pouco liberto...

inquieto fiquei
desconfiado
descontente
demente
um pouco
outro pouco lúcido...

convidei pra ginga
vem... dança...
balança o corpo
joga
a alma
a vida
desentendida
um pouco
outro pouco consumida...

end of year
not end of times
yet...

joga
dança
move
sacode o bolor da interna parede
há tempo ainda
suponho
então componho
um pouco na tentativa
outro pouco na certeza velada
há fresca brisa na madrugada...


segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

presença do absoluto

                                                                                   photo by Aninha

do fundo poesia se faz
palavra
tentativa de expressar
o entendimento
o calor
a dor
a incerteza
a clareza
a presença do absoluto...

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

aos poucos...

                                                                                photo by maude poesia


aos poucos se percebe
necessita-se de menos
sabe-se quase nada
caminha-se adiante
vê-se muito
entende-se pouco
aprende-se... aos poucos... um pouco mais...

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

primavera frutificada

                                                                           photo by maude poesia


céu escurece
trovoada assoma
piscam relâmpagos
claridade desaparece
no meio do dia...

sinfonia de chuvarada
água abençoada
lava ruas
lava mentes
enxágua almas...

banham-se folhas
flores
frutos
primeiros
primavera frutificada...

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

adjetivados

                                                                    photo by maude poesia


sapatos rotos
caminho irado
acordado dia
invadida ventania
rebelde sopro
assombro revelado
instaurado reboliço
feitiço  conjugado
poeirenta estrada
embarrada chuva
ponte de água doce
frio cortante
escaldante verão
azulado céu
anil estrelado
escuro trovejado
percurso continuado
anunciada flor...



domingo, 10 de novembro de 2013

pelo prazer de ser

                                                                     photo by maude poesia

ao sol
cresço
floresço
me mostro...

me alegro
me entrego
ao fazer
ao ser
pelo prazer de ser...

domingo, 3 de novembro de 2013

fortaleza escondida na flor

                                                                             photo by maude poesia


de inverno à primavera
transição me encontra ocupada
desassossegada
como sempre
para algumas coisas
amplamente na paz para outras...

mente inquieta
por vezes apenas quieta
na meditação necessária
na invenção imprescindível
no crível incrível fascínio
diante de novo amanhecer...

corpo leva a alma ao píncaro
ou esta o faz voar
na unidade presente
infatigável poema da natureza
incansável mundo de cores
delicadeza
na fortaleza escondida na flor...

ao samba enredo da fútil vida

                                                                                photo by maude poesia


reais cara e alma
escondidas
sofridas ambas
no samba enredo da fútil vida
passarela inútil
borrada fisionomia
empobrecido sorriso
abraço esquecido
verdade escorrida
sopro de brisa
não limpa ferida...

em vão entender
jeito conturbado de viver
dores aprofundam
analgésicos abundam
amontoa-se desconforto
um torto jeito
nem chega a ser defeito...

em vão desmontar postura
cura buscada
não dá conta
aparência
rainha da dor
do desconsolo
da camuflada tristeza de viver
presa ao engano de ser...

na ignorância do cultivo
crescem
apodrecem
quaisquer perspectivas
de sair da passarela
ao samba enredo da fútil vida...


sábado, 2 de novembro de 2013

ao forte sopro do primaveril vento...

                                                                  photo by maude poesia

fortalecimento na troca
garantia de continuidade
sobrevivência
ensinamento
ao forte sopro do primaveril vento...

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

bruxa... teu nome é mulher...

                                                                           photo by maude poesia

escondida na mulher
bruxa quer espaço
quer abraço...

bruxa
ou cigana
ou apenas mulher
da flor no cabelo
da sensibilidade na alma
da calma na tempestade
da mais pura verdade na intenção
da ginga na cintura
na vida
sobrevivente nas culturas
sem espaço
sem o sempre querido abraço
sem reconhecimento
sem respeito
sem outro jeito
bruxa na submissão...

bruxa do olhar molhado
da esperança à mostra
da mesa posta pra refeição
de carinho
de ensinamento
bruxa de cabelo ao vento...

bruxa do coração de menina
do braço de valentia
da roupa de guria
do fazer destemido
do ouvido de sexto sentido
bruxa... teu nome é mulher



segunda-feira, 21 de outubro de 2013

desejo de ser

                                                                              photo by maude poesia


vida se manifesta
natureza desperta
alegram-se olhos
na visão de fertilidade...

voam abelhas
borboletas bebem do alimento
ao vento da primavera...

vespas possibilitam
expresso desejo de ser
do maracujá no florescer...

na chuva

                                                                             photo by maude poesia

na chuva floresço
cresço no vento
na tempestade fortifico
balanço na incerteza
presa ao ramo
despetalo na busca
liberdade no infinito...

domingo, 13 de outubro de 2013

lágrimas da manhã

                                                                              photo by maude poesia


emudecem palavras
manifestação embarga
aguarda
silencia
céu enuvia...

poesia na reflexão cabida
invalida sentido
dividido...

dia tarda
manhã avança
entardecer empalidece
tempestade leste...

ensombrecem muros
cantos acocorados
recantos pintados
guardadas intenções
senões...

enxurrada na madrugada
lava sombras
pingam lágrimas da manhã...

universo invisível

                                                                      photo by maude poesia


mínimo mundo
universo invisível
pleno em amenos dias
ou na ventania...

infinito espaço
comunhão com o absoluto
amplia domínio
universo invisível
pleno em poder
manifestação
expressão
misterioso ser...


quinta-feira, 3 de outubro de 2013

certo...

                                                                           photo by maude poesia



certo...
não estou disponível
pra conversa mal intencionada
pra atitude de inveja
pra cerveja
ou outra alcoólica bebida
assim estou na vida...

certo...
faço e assumo
consumo com consciência
quero mente clarificada
justiça mesmo em detalhes
entalhes de fundamento
ao mágico sopro do vento...

certo...
reflexão presença
transmuto se por mim decidido
por aprendido
nunca por imposição
desse modo vou sempre
noutra direção...

certo...
convivo
por amizade
não por caridade
não por interesse
não por simples parentesco
sim por afinidade...

certo...
de meu pai herdei postura
de claridade
de simples honestidade
levo-a adiante na vida
com orgulho
com decidida ação
a cada dia mais forte
na intenção...

domingo, 29 de setembro de 2013

iluminados pingos

                                                               photo by maude poesia

iluminados pingos as folhas beijam
preguiça de domingo na manhã
alimento em bom dia aos animaizinhos
troca de carinhos
antes do preparo do chimarrão
tradição de gosto
costume composto de recordação...

alma sorri
fisionomia serena
no conforto aquece-se o corpo
faz frio no amanhecer...

anda o dia
perfuma-se a casa
sol se levanta
encanta ao iluminar todo o chover...

terça-feira, 24 de setembro de 2013

chuvarada de primavera

                                                                         photo by maude poesia


chorou chuva a noite
lágrimas derretidas
feridas lavadas
lamentos despedaçados
bordados de sonhos refeitos
ninho feito em canto
quebranto desfaz-se em aguaceiro
cantam pássaros primeiros na madrugada
vida enxaguada
dança ativada
na chuvarada de primavera
depois da longa espera...

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

significado de ser

                                                                              photo by maude poesia


suspiro
quase sem ruído
coração se expande
libera dor de não entender
significado de ser...

ser humano
ser sozinho
ser carinho
ser fé
ser sorriso
ser desrespeito
ser sujeito
ser filho
ser pai
ser irmão
ser avô
ser ação
ser evolução
ser desconectado
ser domesticado
ser braço
ser pé
ser cabeça
ser presa
ser caminho
ser labirinto
ser pergunta sem resposta
ser apenas proposta
ser somente possibilidade...

primaveril manifestar

                                                                       photo by maude poesia

tristeza
potro indomado
precisa freio
maneio
tento apertado...

atenção no sentir
restrito evoluir
agranda-se
fortifica-se
ao menor descuido...

guardê-mo-la
aquitê-mo-la
no fundo do olhar
nas profundezas do mar...

vive
sabemos
no entanto ao primaveril manifestar
nosso coração há de sempre se alegrar...

terça-feira, 17 de setembro de 2013

dança de renovação

   photo by maude poesia


da intenção à ação
disposição de ir
ao interno longe
ao externo conquistar
de lugar
espaço inteiro de ser...

andar
girar
passar
ritmo envolvente
sedenta a alma voa
entoa canção de leveza
almeja o infinito
realiza
desliza
suaviza passo
abraço de luz conduz...

gera no fundo
mundo de expressão
busca
arrisca ser
em dança de renovação...

domingo, 15 de setembro de 2013

guarda a chuva o dia

                                                                        photo by maude poesia


guarda a chuva o dia
o nascimento a continuidade
a melodia o momento
a dor a vulnerabilidade
a palavra dita o comprometimento
a não dita pode guardar inverdade...

guarda a ação o construtivo
o descomprometimento a covardia
a luz a sabedoria
a iluminação a poesia...




na semelhança toda a diferença

                                                                           photo by marília vaz


na semelhança
toda a diferença
tudo alude ao igual
visto apressadamente...

demente não sentir
ver não é capacidade incomum
basta querer exercitá-la
enxergar na semelhança
toda a diferença...

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

energia em transformação

                                                                photo by maude poesia

surpresa
beleza
suavidade
renovada gratidão
sentimentos tantos
diante do acontecimento matinal
universal manifestação
delicia
inebria
na simplicidade do gesto
antecipado no botão
acontecido revigora
mistério no delicado desabrochar
energia em transformação...

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

sopro divino

                                                                                photo by maude poesia


florescer pequenina
na ponta dos galhos
insignificante expressão
da semente ao infinito
grito de fé
intenção de ser
parte
do grande mistério...

dançar
insignificante expressão
do chão ao infinito
grito de fé
intenção de ser
parte
do grande mistério...

amplo abraço de luz
no entendimento
no desvendar
da interna paixão pela vida
pela mínima expressão florescida
pelo alimento no compasso
no ritmo da alma desfeita em sopro divino...

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

senão... florescer...

                                                                         photo by maude poesia


surpreendo-me sempre
presente considero
do chão brotam
fazem-se flores
amores despertam...

são cores
posturas
agruras superadas
sem mais nada fazer
senão...florescer...

depois do inverno

                                                                            photo by maude poesia

minimamente me expresso
aos olhos e ouvidos cansados
sou quase nada
sou no entanto
faço-me inteira
aos pingos de chuva
ao sol frio de quase primavera
assim... depois do inverno...

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

nada mais a dizer

                                                                 photos by maude poesia

mirar de doce encantamento
amanhecer sem vento
quieta paisagem
névoa de umidade benfazeja
bordeja sobre o florescer
nada mais a dizer...

na vida

                                                                    photo by maude poesia

na vida
busco espaço
faço jeito
por vezes com espinhos
noutras manso caminho...

terça-feira, 27 de agosto de 2013

antiga sabedoria

                                                                   photo by maude poesia


interno quarto invernal
abre-se em primavera
céu se mostra azulado
outonal fisionomia
tudo veste poesia
tempo de arejar
olhos
pulmões
anatomia arrebatada
na madrugada antiga sabedoria...

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

cada novo instante

                                                                      photo by maude poesia


no fim do agosto
no fim da canção
no fim do inverno
no fim de mim...

o que resta
o que adentra pelas frestas
senão recomeço
reinício
sem desperdício
de sentires...

além se fazem
se constroem
se dimensionam
se movem
no íntimo infinito
todos os fazeres
dizeres de fé
gritos de silêncio
impertinências
demências
de que se faz cada novo instante...


domingo, 25 de agosto de 2013

compartida

                                                                  photo by maude poesia

em meio ao dia chuvoso
em meio às nubladas nuances
distantes...

bem-te-vis dispersos na galharia
transmutam frutificação
anunciação...

do alto do galho
do alto da vida
compartida...

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

universo em criação

                                                                        photo by maude poesia


sensibilidade pra perceber
na intimidade da palavra
na prazerosa luz do olhar
nas profundezas do interno mar
no motivo do arroz com feijão
no amor do pão
no ar as células invadindo
no ser pequeno e infinito
no grito silencioso e agradecido
no vento em sussurro ao ouvido
universo em criação...

antúrios nos jardins

                                                                         antúrios nos jardins


e mudam
ares
lugares
fazeres
creres...

e mudam
ângulos
tangos
ximangos...

e mudam
augúrios
antúrios nos jardins...

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

tempo

                                                            image of  painting by Salvador Dali



tempo
tempo
na compreensão
do momento vivido
do momento tido
como dádiva
como presente
ah... entendimento quisera
desde agora
desde ontem
voa
aperfeiçoa
navega
sossobra
engloba aprendido
ah... vi lágrimas na face do homem
vi sua cabeça baixa
vi seu coração enfraquecido
na hora da saudosa visão furtiva
dela era o olhar
dele o desentendido sofrer
ele que entregara a rapadura
no primeiro salário
não entendia o calvário
a negação
ah... havia uma substituição
justa
injusta
quem há de hoje saber
quem há de alguma coisa dizer entender...
tempo
tempo
tão sozinho sempre o momento
da verdade de cada um...
tempo
tempo


segunda-feira, 12 de agosto de 2013

assim devagarinho

                                                                       photo by maude poesia


assim devagarinho
reapareço
floresço
anuncio...

assim devagarinho
pelo caminho
faço abraço
enlaço
desvelo momento
entendo
desentendo pouquinho...

assim devagarinho...

segunda-feira, 22 de julho de 2013

interna antiga campanha

                                                                      photo by maude poesia

gosto da introspecção invernal
fora frio congela
sopra inquieto amigo minuano
antigo companheiro
traz da andina cordilheira
enregelar de geleira...

internos sentires desabrocham
ao doméstico calor
cobertor de afeto
alimentos do corpo
aquecem entranhas
energizam
por inteiro...

sabores redescobertos
sopas
caldos
sementes
pães
enchem de saudável conforto
entorno de simples alegria...

hábito gaúcho se impõe
na presença
dança de mão em mão
amizade em chimarrão...

preparar
aquecer
cevar
cozer
assar
fazeres de invernia
na reflexão que os acompanha
doces pensamentos
desde interna antiga campanha...




domingo, 21 de julho de 2013

e a flor sabe

                                                                               photo by maude poesia



suaves tons na moldura
arquitetura de prece
parece
agradecer
pela oportunidade de flor ser
pelo dia
pela amizade
pela saudade pequenina
pela disposição de vida
pela fé
pela lida...

mudinha recebida
assim com sorriso
sem nenhum aviso
além do afeto
inquieto jeito de dizer
desejo de conviver...

e a flor sabe
deve flor ser
pra tudo isso
e mais
dizer...

quinta-feira, 18 de julho de 2013

leaving to New York



in some days... autumn wait for us...

em busca da beleza

                                                                       photo by maude poesia


palavras podem ser presságios
palavras podem trazer alegria
anunciar respostas
eleger defeitos
palavras são de muitos jeitos...

ao cão basta o tom da mensagem
bobagem dizer não entendem
olhinhos instigadores
revelam compreensão
se quem lhes fala
o faz com bom coração...

cães
gatos
plantas
borboletas
pássaros
flores
folhas
toda a natureza
andam em busca da beleza
no olhar
na mão
na fala
na intenção
lá no fundo
quem diz não...

terça-feira, 16 de julho de 2013

mango detrás da porta

                                                                            photo by maude poesia


mango detrás da porta
revela chão de valor
não é a qualquer senhor
que bênção se considera
do fundo de história vivida
de fundamento de vida
jeito de cara lavada
se mostra assim por inteiro
de janeiro a janeiro
através da invernada...

desde infância levada
no riso
porém no respeito
curtiu-se gesto de fibra
não sou qualquer rapariga
que se marca no lombo
tombo garanto ao índio
que se meter a gracioso
no próprio lombo garanto
levar marca do meu mango...

grossa dirão
pois que o digam
não ligo
mas não se meta
a fazedor de lorota
não esqueça
o mango
cá está detrás da porta...

segunda-feira, 15 de julho de 2013

sentires em sinfonia

                                                                        photo by maude poesia


prazeroso sentir
no inverno
primavera se anunciar...

cantam corruíras
bem cedo
apressadas
alvoroçadas
no claro da madrugada...

apontam botões
brotações se expressam
apenas o frio
um pouco regressa
para outras paragens...

gosto de perceber
o doce anúncio
de novos tempos
momentos de pura magia
sentires em sinfonia...

sexta-feira, 5 de julho de 2013

olhar dentro...ver distante...

                                                                            photo by maude poesia



tempo de florescer
sem medir
vento
chuva
rua
noite
açoite da tempestade...

tempo de ser
em rubros tons
em sensações
em comunhões infantis
no carinho
nos passos
nos olhos em abraços...

tempo de seguir
adiante
olhar dentro
ver distante...

terça-feira, 2 de julho de 2013

faço-me flor

                                                                     photo by maude poesia


faço-me flor
à chuva
me curva
me invade
molha-me as pétalas
inquietas põem-se sossegadas
pingos da noite calada
até a chuva da madrugada...