segunda-feira, 12 de novembro de 2012

quingentésima postagem


                                               flores... coadjuvantes aplicadas em maude poesia...



Esta é a quingentésima postagem, desde o primeiro poema postado em maude poesia em 04 de março de 2011.

São mais de dezenove meses de vinda quase diária a este espaço de expressão de um jeito simples, sincero de ver, de sentir...

Não são quinhentos poemas, vez por outra publico músicas, poemas de outros autores. Orgulham-me... Encantam-me com suas expressões...

Sentimentos por mim identificados - ou não - enchem meu interno espaço de incontida felicidade...

Verdade da alma me faz externar na poesia sentires que me movem para adiante com alguma reflexão do que já vivi...

Na poesia me faço, me refaço, me entristeço, me alegro, me vejo na busca do próximo passo, na espera de um sempre sincero abraço...

Poeto por inspiração, poeto desde o coração, não tenho intenção de fazer literatura...

"Neologizo" quando quero... Descarto caracteres maiúsculos - maiúsculo é o sentimento. 

Entendimento na poesia é diverso, varia com o leitor, difere com a direção do vento... 

Poesia tem movimento, tem significado de alma, tem a calma da aurora tingida de muitos matizes, também traz cicatrizes, mas traz, acima de tudo, profundo amor pela vida!

Se gostas de ler o que escrevo, vem sempre que desejares, sem compromisso de deixar comentário, mas se o fizeres, terei prazer em te ler...

Grande abraço!

      

4 comentários:

Luiz Carlos Vaz disse...

Quantas palavras cabem em quinhentas poesias?
Parabéns, Vera, que venham mais cinco mil inspirações.
LC Vaz

Vera Luiza Vaz disse...

Luiz Carlos,quantas palavras,não sei... Sentires... ah!!! esses são incontáveis...rsrsrs...
Afetuoso abraço!

Luís Coelho disse...

Todos os dias há novos sonhos e algumas visões em ângulos diferentes em que nunca havíamos reparado.
Espero que continue atenta e sempre perto de uma caneta para desenhar as palavras contidas nos sonhos.

Vera Luiza Vaz disse...

Amigo Luis, aos desejos que a mim dedicas, digo amém!
Afetuoso abraço!