terça-feira, 23 de outubro de 2012

tempo de lindas madrugadas



                        relógio de sol - Praça Coronel Pedro Osório - Pelotas/RS - photo by Pulsar imagens


repetidas ações
cotidiano da vida
sal no feijão
azeite na salada
fermento no pão
cocção do alimento
administração do dia
se repetem
se pedem
se passam
se embaraçam
na linha de um mesmo momento...


tantas ações banais
se tornam iguais
sem importância
na relevãncia do que se leva
quando se parte da terra...

ações repetidas
escravizam
se não lhes damos um jeito
diverso
de trato diante da pequenez
do dia
da vida
do tempo que se esvai
da compreensão exigida...

diante da perda
novo ganho se apresenta
mais próximo de um outro tempo
sem lamento
sem reticências
sem consideração de demência...

distante do sal do feijão
do azeite da salada
da porta no esquecimento escancarada
há outro viver sem horário
novo ou antigo
ao abrigo das asas
de um tempo de lindas madrugadas...

Nenhum comentário: