segunda-feira, 8 de outubro de 2012

escondida fachada


                                                                        photo by maude poesia


ao pé de mim
faço meu passo
traço meu traço
abraço o verso
amplo dentro enfim...

entendo o mundo
compreendo a hora
espanto estampa
face marcada
coração ferido
sangra um tempo
comanda sentimento
preciso andar...

estanca tristeza
beleza se instala
na alma
na construção me esculpo
cinzel empinado
trabalho dobrado
não custa pra mim...

ergo-me
de pé me escabelo
sereno o martelo
bate no sim
leveza no afofo à terra
devolve força de vida
escondida
guardada
na agradecida fachada
da casa
da cara
todo dia... sim...

Nenhum comentário: