quarta-feira, 5 de setembro de 2012

um novo botão

                                                                                                                 photo by maude poesia


ontem gera agora
história muda no andar
tristeza à alegria passa
sem graça não tem lugar...

do fundo ao raso espaço
mutação inimaginável
ao infinito o grito
na sinfonia criada...

pintada a madrugada
da consciência alcançada
iluminação de pura energia
tardia... não... apenas começada...

dor do corpo
dor da alma
dor do espírito entristecido
dor da expectativa
frustrada como todas são
dor da sensibilidade
dor do coração...

não apenas remédio
cura providencial
veste-se de entendimento
impulso de crescimento...

no fundo do fechado olhar
luz de paisagem
imagem de riso
face de aconchego
embora tristeza
fim de todo o medo...

pobres as palavras
fracas as figuras
linguagem não atravessa
não vê
não interpreta com clareza
não entende a beleza exposta
não a imposta
na difusão das luzes
na composição
na transfiguração
a dançar à frente
no baile de comemoração...

antigo jogo
perdido conceito
jeito de logro
não lembrar sereniza
no rodopio do corpo
do sonho na mente
semente se abre
germina a planta
surge um novo botão...

Nenhum comentário: