domingo, 30 de setembro de 2012

de nada se é conhecedor

aprende-se mais
na infância
não sei...

adiante na vida
aprende-se
cada novo dia mais...

aparência
aprende-se pode enganar
olhar com os olhos
não basta
com inteireza se precisa enxergar...

convivência ajuda
não basta porém
além na viagem
bobagem
o outro não se conhecerá...

não crispes as ondas do dia
não abras a porta à dor
espanta-te
admira-te
sadia ação
saber na vida
de nada se é conhecedor...

Nenhum comentário: