segunda-feira, 3 de setembro de 2012

alimento da ação

                                                                           photo by maude poesia



não quero
peso da história
das gentes
dos lugares
das guerras
dos embustes
dos ajustes encenados
dos julgamentos descuidados...

quero leveza de espaço
abraço espontâneo
afeto sem mistério
passo sem rumo reto
sentir inquieto
alma não se contenta
inventa
descobre
alimenta espírito
flexibiliza corpo
no caminho
no olhar que afaga
no viver sem mágoa...

quero beber ao redor
olhar
enxergar o vital
sabor na boca
rouca fala
som no ouvido
intenção a mover os sentidos
alimento da ação...

Nenhum comentário: