quarta-feira, 22 de agosto de 2012

a quem importa


                                                                               photo by maude poesia


a quem importa
o bem-te-vi
no alto da nespereira
a balançar
como se cair fosse...

a quem importa
a branca borboleta
a voar por entre as flores
do agora róseo pessegueiro...

a quem importa
o frescor da madrugada
quando o dia ainda descansa
na fresca brisa a arrepiar...

a quem importa
a estrela do quase dia
por entre nuvens a piscar
parecendo feliz
no brilho que lhe condiz...

a quem importa
a flor de todo o dia
na aparente simplicidade
expressão de beleza sem vaidade...

a quem importa o sentir
o abraçar
o amar
o ver
o saber
o ser
quando parece
o único que importa é ter... ter... ter...

2 comentários:

O meu pensamento viaja disse...

Minha linda, acho cada vez mais pessoas interessadas em "ser" e não no "ter".
A sua poesia é linda e reflete uma realidade que, felizmente, não abocanha a todos nós, mas, que continua a ser uma mensagem encantadora.

Um grande beijo da Nina

Vera Luiza Vaz disse...

Querida amiga Nina,vive-se um incentivo grande ao ter.
Ter é poder.
Ter é saber.
Ter é ser, confusamente enganoso...
Sair deste círculo de fogo é trabalho para mentes e corações abertos, leves, de bem com a vida, com sonhos, amizades...
Vamos tentando...
Grandissíssimo abraço!!!