sexta-feira, 31 de agosto de 2012

prioritário sonhar


                                                                                                            photo by maude poesia


silencio
agradeço
sonho
realizo...

energia interna
se amplia
magia de crer
de ser
de ver
prioritário sonhar
hoje
agora
sempre...

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Deva Premal and Miten - Ilumina


paciência


                                                                        photo by maude poesia




paciência
aprender com a natureza
entender o momento
respirar a leveza da hora
o não saber do minuto seguinte...

ouvinte da alma
do ritmo do coração
da canção dos pingos
na manifestação do tempo...

invento da vida
concepção do universo
aspectos da presença
paciência
devo crescer no agora...

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

a voar o colibri


                                                                        photo by dreamstime.com


correr
buscar
sair
falar
parir resposta
resolver
matematizar
ah... deixa-me ficar
assim descalça
pedaço de mim inteira
somente
ainda na segunda-feira...

não quero solenidade
compromisso enervante
purgante
injeção
chatice obrigatória
palmatória
conversa desconversada
olhar de soslaio
argumento de papagaio...

leveza
sossego
suavidade
leve brisa depois do almoço
sem aglomero
longe o alvoroço
o único apressado por aqui
a voar o colibri..

domingo, 26 de agosto de 2012

bom puxar coberta


                                                              photo by chorearir.com



escuro se faz céu
garoa pinta calçada
pingos frios
vento gelado
retardam primavera anunciada...

caladas bocas
silente tarde
sossego vida invade
quietude borda
sem bastidores
figura riscada
no pano da memória
histórias trazidas
ah... deixa-as assim
bocejo tudo liberta
bom puxar coberta...

em plena jornada


                                                                         photo by maude poesia



mistério interno
inverno da alma
primavera do coração
poder de ver
de esperar
de saber possível
crível querer
entranhas de fé
fruta do pé
generosa estação...

força divina
dádiva concreta
manhã desperta
dia silente
gratidão
pé na estrada...

se sol não veio
não temas
esteio da hora
não falta
adiante mil sóis...

lençóis perfumados
esperam teus cachos
abraços de graças
em plena jornada...

sábado, 25 de agosto de 2012

estrela de brilho


praia do Cassino - Rio Grande/RS - photo by rgsurf.blogspot.com.br



estrela de brilho
estrela de infinita luz
conduzes meu passo
me envolves em teu manto
me dás tua mão...

estrela de energia
companhia de mãe yemanjá
irradias saber
acolhes meu viver
guias minha mente
me acompanhas diariamente...

estrela do mar
tiras-me o pesar
encorajas meu ser
aclaras meu ver
amplias na luz meu saber...

a ti agradeço
todo dia te busco
te vejo
te sinto comigo
no verde que amas
na branca espuma que beija teu passo
na poesia desde o sempre azul céu do teu abraço...

infinitas sensações

                                                                photos by maude poesia


poesia
dia claro
escuro
em céu enevoado
escuras nuvens bailam
apressadas
azulado fica
de frio chegado
de volta na madrugada...

poesia
dia
vida
sisudas manhãs
tardes amplamente claras
céu de azul pintado
poente rubro
nascer iluminado...

poesia
dia
vida
tem chegada
tem partida
momentos de puro contentamento
sol de benfazejos raios
domínios de escuridão
encanto
puro espanto
boquiaberta constatação
singular decisão...

poesia
céu
véu pintado
multicoloridos tons
infinitas sensações...

viver é jogar

                                                                            photo by maude poesia


fere o  dia
decisão composta
aposta em jogo
viver é jogar...

jogar
se acerta
ação desperta
domínio do ar...

jogar
não venta
possibilidade se assenta
no poder de querer...

jogar da calçada
blusa encarnada
tempo levou...

jogar no arame
todos se enganem
tombo não chegou...

jogar a toalha
ah... bem difícil
cerne do tronco
nunca secou...

jogar a parada
sem certo
sem erro
vida somente
com jeito ofuscado
com dom revelado
com pé direito
esquerdo
não importa
no verbo
no traço
no som
no abraço
vida somente
um piscar...

jogar a semente
a gente
nem sabe
não cabe saber
se irá nascer
florescer
frutificar...

desperto

photos by maude poesia
 
 
 
 
desperto
manhã me acolhe
sentido me move
esperança em flor...
 
desperto
me vejo
me sinto
me quero enfeitada
de cor...
 
desperto
manhã sonolenta
boceja
espreguiça
teu nome é amor...
 


sexta-feira, 24 de agosto de 2012

verde que te quero verde


                                             verdes... quero-os verdes... photos by maude poesia



Verde que te quero verde.
Verde vento. Verdes ramas.
O barco vai sobre o mar
e o cavalo na montanha.
Com a sombra pela cintura
ela sonha na varanda,
verde carne, tranças verdes,
com olhos de fria prata.
Verde que te quero verde.
Por sob a lua gitana,
as coisas estão mirando-a
e ela não pode mirá-las.

Verde que te quero verde.
Grandes estrelas de escarcha
nascem com o peixe de sombra
que rasga o caminho da alva.
A figueira raspa o vento
a lixá-lo com as ramas,
e o monte, gato selvagem,
eriça as piteiras ásperas.         (Federico Garcia Lorca)

..............................................

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

junto à natureza em movimento...

                                              primeira rosa amarela da temporada - photo by maude poesia


                                             araçazeiro começa a florescer - photo by maude poesia


                                            ... e a cancorosa também quer mostrar a floração - photo by maude poesia


aprecio
observo
aprendo
entendo... não sei...

me alegro
admiro
agradeço
porque participo
porque existo neste momento
junto à natureza em movimento...

equação matemática


                                                                            photo by maude poesia


inquieto verso
procura voz
suave por vezes
azeda outras tantas
bem cedo levanta
ainda sem sol...

invade a cidade
desperta dos sonhos
inválidos
risonhos
tristes
apenas sonhos...

quem foi buscar água
quem foi ver a aurora
senhora da hora
reticente... contente...
ainda dormente
sabida
tardia
chegada recente...

embora se vai
ao sol que levanta
em nenhuma madrugada
antes nascida
traz fogo
traz vida
traz mágica
traz equação matemática
das folhas
das flores
traz luz enigmática
traz dia sem outro igual...

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

a quem importa


                                                                               photo by maude poesia


a quem importa
o bem-te-vi
no alto da nespereira
a balançar
como se cair fosse...

a quem importa
a branca borboleta
a voar por entre as flores
do agora róseo pessegueiro...

a quem importa
o frescor da madrugada
quando o dia ainda descansa
na fresca brisa a arrepiar...

a quem importa
a estrela do quase dia
por entre nuvens a piscar
parecendo feliz
no brilho que lhe condiz...

a quem importa
a flor de todo o dia
na aparente simplicidade
expressão de beleza sem vaidade...

a quem importa o sentir
o abraçar
o amar
o ver
o saber
o ser
quando parece
o único que importa é ter... ter... ter...

terça-feira, 21 de agosto de 2012

poeto


                                                                         photos by maude poesia

poeto no dia
à chama aquecida
de luz
de calor...

poeto de alma
na calma
na crença
na presença
na ausência da dor...

poeto no riso
na rua deserta
na mente aberta
à luz do viver...

poeto na flor
à espera da hora
expressão resguardada
natureza é amor...

poeto no pensar
no afeto ao lembrar
do amigo à saída
caminhada à frente
poetar é seguir...

poeto no passo
na espuma da onda
no lírio em botão
projeto de flor
esperança no dia
a luz irradia
do fundo
na chegada
na partida...

poeto no rumo
sonhado
escolhido
a cada momento
com pensamento
com intenção
com o infinito em comunhão...

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

no céu o luar... mais nada...

                                                                              photo by mihasimagens.net



andei sem descanso
fria jornada
além do cansaço
ficou teu abraço
afago do verbo
deserto na espera
inatingível quimera
negado sabor...

caminho a fazer
tem jeito de andar
passo requer
aprendiz infantil
negá-lo não pude
enfrentá-lo
afrontá-lo
por certo requer
outra mulher...

resguarda o peito
ao abrigo da dor
quarto arrumado
no fundo guardado
lugar de amor...

na mesa o chá
na bandeja as frutas
nos lençois o perfume
na lembrança a saudade
no céu o luar... mais nada...

meu agora é poetar


                                                                       photo by maude poesia



nublado céu
escuro véu
não impede
consciência da folha
da flor a expressão...

fim e começo
frios tempos
amenos dias
vida se amplia
magia e dor...

se aprende ao chorar
se cresce no andar
se esmaga o fruto
se retira a semente
se prova entre dentes
prazer do sabor...

pensar de soslaio
de esguelha
de través
requer vago passo
com isso não afino
amofino
eu quero é luar
é sol
é mar
é jardim
sou assim
desse modo me faço
escolho a hora
meu agora é poetar...

domingo, 19 de agosto de 2012

sem as malhas da sensatez


                                                                  photo by olhares.uol.com.br

ando caminho
faço estrada
depois da invernada
correm rios
de lucidez o dia
se anuncia
devagar
ainda manso
ainda claro
ainda dia...

sombra do ontem
se esparge
ah... pequena imensidão...

na suposta obliquidade
verdade surge
assalta muros
sentida visão
a encompridar o mundo...

segundos perpassam
na sacada
na autoestrada
na contramão
na direção seguida
no retorno
no reflexo
na alvorada
na escuridão...

despencar em sonho
desandar desperto
boquiaberto saber
pranto não há
vento se foi
espaço aberto
deserto ficou...

por aí não vou
aí não estou
aí não me vejo
bocejo de sono
enfadonho me contaminou...

preciso rever
tiro o re
preciso mesmo ver
saber
entender
ao redor
por dentro
de mim
de vez
sem as malhas da sensatez...

Rita Lee - Balada Do Louco




Dia de chuva!
Bom pra abrir o baú e se deliciar com Rita Lee neste acústico.
Interpreta a composição Balada do Louco (parceria com Arnaldo Baptista quando integravam Os Mutantes).


Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mais louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Se eles são bonitos, sou Alain Delon (Sharon Stone)
Se eles são famosos, sou Napoleão (Rolling Stone)
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Se eles têm três carros, eu posso voar
Se eles rezam muito, eu já estou no céu
Mais louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Sim sou muito louco, não vou me curar
Já não sou o único que encontrou a paz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, eu sou feliz

lá acima o azul do céu


                                                                                photo by maude poesia


gosto do dia
assim anunciado
de chuva feito
nublado
completamente sossegado...

plantas em verdes escorridos
de pingos brilhosos
de tamborilar nas folhas
gatos enrodilhados
pássaros emudecidos
cães adormecidos
coração agradecido
ao espetáculo matinal...

ao longe bem-te-vi desperta
canta na certa
pra acordar os demais
hora de buscar alimento
mas não temas
não há vento
céu cinzento diz apenas
lá acima o azul do céu...

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

sinais infalíveis da natureza


                                                                         photo by maude poesia



dias amenos
incentivo à brotação
flores abotoam
novas folhas
lentamente se desenrolam
promessa de nova expressão...

sinais infalíveis da natureza
animais percebem
movimento do vento
aumento da temperatura
próximas transformações
pássaros cantam
desde cedo
gatos fazem primaveris incursões
cães se acomodam em novas posições...

sinais humanos no entanto
de ações não sempre críveis
até invisíveis
um jeito escamoteado
adotado sem muitos senões...

viveres desbotados
de longe diferenciados
negados
em qualquer momento
longe do prometido
assumido
colorido da pimavera em evolução...

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

infantis leituras


                                               photo by Hamilton Vaz


 
de um gigante lanças faiscantes
ogros da floresta
luzes misteriosas pela fresta
raios de seres invisíveis
apenas na cinza brasas não queimadas
olhar enigmático de alceia
bruxa de dois joelhos
em cada perna
monstro no fundo da caverna...

opções multiplicadas
imaginadas
desde a memória anunciadas...

infantis figuras
infantis leituras
povoaram
pintaram longes dias
fantasias o coração aceleraram
da leitura o hábito fundamentaram...

desde o esconderijo escolhido
olhos de brilho nos miram
ah... assim ficarei amuado
deixem-me aqui
bem acomodado...
miaaaau...




espero em ti

                                                               photo by mensagensdiárias.com.br                        



espero em ti
me habitas
de mim participas
em mim te procuro
no fundo do coração
nas ações
no caminho...

espero em ti
compreender
história
vitórias
perdas...


espero em ti
em tudo estás
vejo
ensejo
almejo...

longa a trajetória
da compreensão do tempo
da rotação da vida
da chegada
da partida...

longe se estendem os olhos
adiante o pensamento
do horizonte ao firmamento
num único sopro de vento...

aí estás
desde o princípio
até o último suspiro...

esperas em mim
esperas em nós
sei
em ti sempre esperei...

terça-feira, 14 de agosto de 2012

depois da geada

                                                                          photos by maude poesia



brotados ramos
enchem-se de botões
suposta possibilidade
de dormentes bulbos
depois da geada
chegam em expressão...

no devido tempo
espera transmuta
sensibilidade à vista
conquista de espaço
explosão virá em cor...

no cultivo
composição de sinfonia
ao vento da hora
concretude do agora
proximidade da flor...

continuação

                                                                   photo by maude poesia

já perde a flor
algumas pétalas
mais perto a hora
de sabor em fruto...

perdemos nós
brilho da juventude
por certo chegamos
mais perto da luz...

diminuto universo
ampla compreensão
ontem no botão
possibilidade
hoje na flor
expressão
amanhã no fruto
continuação...

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

forças de energia pura

                                                      orixa - in estudoreligioso.wordpress.com


vazia página
espera
letras se espalham
exalam perfume
de mar
de mato
em versos se multiplicam
conflitam sentires
elucidam ouvires
penetrantes
estonteantes
rompantes incentivam
cativas ficam
aliviam da alma as penas
pequenas participam...

restos de mágoa
embolorados
jogados
adormecidos
renascem do fundo esquecido
perdido tempo
num momento
ao fundo do mar
jogados
retornam zangados
enfim novamente sepultos...

mãe iemanjá os mantém
pra além da orla azulada
em seu manto abraçada
oro sentida oração
de equilíbrio
de lucidez
de serena compreensão
do momento
da vida
da ação...

ogum... xangô... oxum...
a cada um o pensamento
faz necessário pedido
pra vida ter seu sentido...

forças de energia pura
elos entre filhos e pai
um ai não fugirá no tempo
nada lhes escapa ao conhecimento...


domingo, 12 de agosto de 2012

aurora no coração

                                             Amanhecer no Laranjal - Pelotas/RS- in www.pelotasconvention.com.br




ontem dia anoitece vazio
ao longo da noite
no sonho sonhado
inverno superado
na madrugada
amanhecida
nova vida...

ampla visão
antecipa amanhecer
claro horizonte
suaviza aurora
domina agora
de plenitude
de saúde de alma
de corpo
de calmaria após vendaval...

entendimento
chega no tempo
não antes
distantes dias
de encantamento
de posterior desencanto
de pranto...

sábia iluminação
vitimização não ampara
prepara o dia
recorta sol da aurora
cola no coração...

sábado, 11 de agosto de 2012

o velho no espelho (Mário Quintana)

                                                poeta gaúcho Mário Quintana - natural de Alegrete/RS (!906/1994)


Por acaso, surpreendo-me no espelho: quem é esse
Que me olha e é tão mais velho do que eu?
Porém, seu rosto... é cada vez menos estranho...
Meu Deus, meu Deus... Parece
Meu velho pai - que já morreu!
Como pude ficarmos assim?
Nosso olhar - duro - interroga:
"O que fizeste de mim?!"
Eu, pai?! Tu é que me invadiste,
Lentamente, ruga a ruga... Que importa?! Eu sou, ainda
Aquele mesmo menino teimoso de sempre
E os teus planos enfim lá se foram por terra.
Mas sei que vi, um dia - a longa, a inútil guerra! -
Vi sorrir, nesses cansados olhos, um orgulho triste...

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

irrequieto despertar

                            Amanhecer na Lagoa dos Patos -Pelotas/RS - photo by Leila Marina in cangucuemcores.blogspot.com.br



enrodilhado canto
de serenidade
buscada
orada...

encorajado grito
de conspiração
aflito
do âmago parido...

enfileirados sentires
elucidados
desenredados
expostos a sol aberto
irrequieto despertar...

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

mensagem de primavera

                                                          "mensagem de primavera" photo by maude poesia


mensagem de primavera
no rosa desabrochando
na abelha a flor beijando
na nuvem algodoada
no céu de azul escancarado
no ventinho frio no rosto
não parece céu de agosto...

presente
por certo contente
natureza resolve compactuar
com o ar de contentamento
do espírito em compreensão
tempo de evolução...

bendito manto azul
farto agradecimento
amplo enriquecimento
coração leve em prece
ao sabor do vento sul...

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

certeza em nova alvorada

                                 alvorada na praia do Cassino - Rio Grande - litoral Sul RS - photo by rgsurf.blogspot.com.br




certo
num momento
uma crença
um sentimento
cai...

tempo trai um conceito
necessária alguma reflexão...

recolher-se
ater-se ao trivial
à rotina
ensimesmar-se
intrometer-se com seus botões...

novas ações
não são bem-vindas
como se fora um luto
ideias ao sopro enxuto
do vento de hoje nordeste
aparam arestas agrestes
no clarear da fria madrugada...

reinício da jornada
cravada faca no toco
sem nuvens no céu do dia
esboço de novo voo
já se rabisca em papel
corcel de galopar ligeiro
até o próximo janeiro
outros tempos
outros passos
certeza em nova alvorada...

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

quimeras da vida

                                                           "quimeras da vida" - photo by maude poesia



olhar para dentro
necessidade do momento
vislumbrar clareza
distanciar tristeza...

olhar internas posturas
crenças
expectativas
estas não deveriam aí estar...

ver o mundo interno
através de bicudo olhar
melhor não o ter
melhor não o saber...

sopra vento da tarde fria
alma esfria
corpo arrepia
melhor aquecer-se ao sol
com ares de primavera
quimeras da vida
ah... deixêmo-las de partida...

domingo, 5 de agosto de 2012

Gayatri Mantra - Bhakti Fest

céu no chão

                                                                       photo by maude poesia


poça de chuva
espelho do céu
do dia
da natureza
da beleza
da incerteza
da tristeza...

céu no chão
emoção posta
atrás da porta...

poça de chuva
secura
procura de superação
realidade
do momento
entendimento
lágrimas do céu...

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

de bem com a vida

                                                                              photo by Maísa

leonina
desde menina corajosa
teimosa também
quando convém...

de bem com a vida
neste plano decidida
diz não ter pressa pra partida...

quer ver
saber mais
apesar de um certo esquecimento
quando lhe conforta esquecer
quando lhe agrada não saber...

vivências
experiências
pra dar e vender...

aprende
ensina
desde menina travessa
responsabilidade cedo chegou
pela vida continuou...

ontem aniversariou
dupla de oito juntinhos
de parabéns todos nós
com ela conviver
é aprender todo dia
paciência
afeto
dedicação
carinho
sempre por nós recebidos
ao longo dos dias vividos...