quarta-feira, 4 de julho de 2012

tempo de invernada

                                                   "chega chuva em Pelotas" photo by capinchocumulus.blogspot.com.br


inverno desce
do céu
nublado
frio...

arrepio no corpo
procura do abrigo
primavera na alma
na memória da flor
no canto da corruíra...

chuva constante
desde a madrugada
faz calada
aquela tarde...

arde fogo
na espera
no plano
desengano não consta
oportuna alegria
boceja o rumor
da trovoada
tempo de invernada...

pipoca na panela estoura
prato no forno doura
paladar pressente sabor
gosto tem cheiro
tem cor...

chamas dançam
na lareira
ferve do prato
a beira
aquece-se a alma
do convívio no calor...

bota
manta
cobertor
aquecedor
rimam
combinam ritmo da estação
inverno tem sonhos insonhados
tem bocados de real felicidade
tem chuva
relâmpagos
geada
tem no coração
ampla a claridade...

inverno em característico sabor
tempo de fé
de bondade
de criatividade
ao pé do fogo
ao pé da vida
tem paciência ainda não definida...

2 comentários:

SOL da Esteva disse...

Inverno é acolhimento, introspecção, vivência para dentro, meditação...
Os chamamentos da Natureza, apenas recomendam a hibernação para um despertar vivo em nova Primavera.


Beijos

SOL

Vera Luiza Vaz disse...

E o inverno traz aconchego doce...terno... como carinho de mãe...
Obrigada pelo carinho da presença!
Abraço afetuosamente invernal, amigo Sol!