segunda-feira, 16 de julho de 2012

nas dobras do tempo

                                                                                    photo by maude poesia

leve sorriso
fisionomia em paz
olhos cerram
alguns segundos
vastos mundos da alma
no fundo do olhar...

interno sopro
esboço de poema
centelha de infinito
adicionam sabor
multiplicam sentido
dão voz
dão luz
dão grito...

belo canto da voz inaudível
amplo espaço de pequeno vão
irmão sem parentesco
berço de folhas
corda sem laço
abraço de profundo amor...

senhor da vida
mistério das simples coisas
impulso da chama ardente
antigo novo sentimento
nas dobras do tempo...

Nenhum comentário: