terça-feira, 10 de julho de 2012

microcosmo... macro sentido...

                                                                      photos by maude poesia



bem-te-vi outro chama
cantam em dupla afinada
voam em revoada
tarde fria
nublada...

silêncio engaroado
folhas molhadas
mentes lavadas
atenção revolucionada...

descansam falas
mãos
pés repousam
não ousam quebrar magia...

ao longe trem longamente apita
som ecoa na tardia lembrança
ah...  memória
descansa...

fora banham-se
enfeitam-se
planejam desabrochar
botõezinhos de lírios
azaleas diminutas
roseiras pequenininhas
ao lado de obstinados
multicoloridos beijinhos
todo o ano florescidos...

impossível imune ficar
ao perceber a infinita sinfonia
presente
ao redor do dia...

microcosmo...
macro sentido...

2 comentários:

SOL da Esteva disse...

O grande e o diminuto juntam-se para dar "paladar" ao olhar. É
"[...]impossível ficar imune
ao perceber a infinita sinfonia
presente
ao redor do dia...[...]

Beijos


SOL

Vera Luiza Vaz disse...

Lindo esse "paladar" do olhar...
Grande abraço, amigo Sol!