sábado, 16 de junho de 2012

gramática ouriçada

                                        "Mônica, personagem de Maurício de Souza, em ouriçado comportamento..."


das reticências motivo...
ideias voam no ar
do fundo da alma procuram
fim do escuro vagar
cingi-las na pontuação
ah... por certo não...

sentimemtos rondam espaço
desejam... anseiam expressão...
rodeá-los de definitivos pontos
ah... por certo não...

gramática ouriçada
não compartilha opinião
regra é o caminho
deixêmo-la estressada
apreciamos a contramão...

de maiúsculas não precisamos
minúsculas são preferidas
ágeis... desenvoltas... não orgulhosas...
ah... expressivas... atrevidas...

transgredir do imposto
por dona gramática
único sabor...
traz à mente vivacidade
autenticidade ao poetar
alegria... gosto pela vida...
liberdade ao cantar...

2 comentários:

São disse...

A língua é algo de vivo, que não deveria ser sujeita a decreto e afins.
Um bom fim de semana, quarida amiga minha.

Vera Luiza Vaz disse...

Concordo plenamente, amiga São!
Em nome da "licença poética", a poesia denuncia regras inúteis de castração à liberdade...
Bom findi, querida amiga!
Abraço!