terça-feira, 19 de junho de 2012

bom dia

                                                                     photo by maude poesia



calada a rua
lua desapareceu
céu ainda escuro
madrugada emudeceu...

dormem solenes os bichos
repousam os pensamentos
nas asas do tempo voam
apenas os sentimentos...

bendito dia ao nascer
benditas figuras da vida
companheiras inestimáveis
nas paragens cruas da lida...

véu de escuro se abre
rompem silêncio animais
voam aves
singram mares do céu
natureza dormia calada
abre alas apressada...

bom dia ares
bom dia lugares
bom dia jeito de mim
assim no riso calada...

4 comentários:

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa noite!
...gosto do seu estilo ...
enquanto estamos no silêncio, na intimidade dos pensamentos, nos devaneios, na rotina de mais um despertar, a vida se revela...
Ficamos emocionados com os fenômenos da natureza, a chuva, o vento , as nuvens, os trovões, os primeiros raios de sol que estão começando a colorir o céu ...
E ficamos mais emocionados porque estamos fazendo parte deste espetáculo...Vamos para o palco, viver cada dia, fazer de cada dia um dia fantástico...
Obrigado pelo carinho da visita!
Boa noite de terça!Quarta feira!
Beijos
Ah...bom diaaaa

Vera Luiza Vaz disse...

Querido amigo Felisberto, sentir, emicionar-se, observar com sensibilidade... Tudo isso e muito mais é próprio de alma poeticamente bela...
Tens alma de poeta, meu amigo!
Tua expressão faz jus a todos esses sentires!
Grande abraço!

SOL da Esteva disse...

Saudações ao dia, aos lugares, á gente...
Bela forma de assimilar a vida e a sensibilidade das coisas.

Beijos

SOL

Vera Luiza Vaz disse...

Saudar, agradecer, louvar... ações plenas de contentamento por SER dentro desse espetáculo...
Obrigada pela presença, amigo Sol!
Grande abraço!