quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

salve mãe iemanjá...


                                                        yemanja - escultura de carybé (1911/1997) em madeira
                                                                                               (Museu Afro-Brasileiro), Salvador, Bahia, Brasil
                                                                                                                                                                                                                                                                          

                                                                
                               
a noite trouxe
manto de suave garoa
amanhecer nublado
quieta a manhã vai...

silêncio na rua
nas árvores
nos pátios
no céu azul manto
fica atrás das nuvens
a espiar se propaga um olhar
chega pra acompanhar homenagem
espírito maternal de ampla luz...

não a maltrates com infernal espocar
não a aborreças com a poluição do mar
dos rios
das águas de que é rainha...

mãe que é aceita seus filhos
com idiossincráticas verdades
com insanas disputas de vaidades
de ritos
de caminhos
de insensíveis carinhos...

espera porém que cresçamos
lamenta nossos enganos
nossas dádivas egoístas
nossos estranhos pedidos
nossas ações de preconceito
nossos amplos defeitos...

urgente se faz agradecer
ao espírito iluminado
pelo seu manto e cajado
pela leveza
pela firmeza
pela paciência
pela proteção
pelo entendimento
de nosso pouco crescimento...

de multiplicidade nominativa
espírito uno queremos saudar
salve rainha das águas
salve mãe yemanja...

Nenhum comentário: