segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

mariposa na vidraça

                                                              photo by portaldoprofessor.mec.gov.br

alma poeta
não cansa
alcança expressão
espera outra canção
beleza
estranheza da natureza
da vida
em ampla exposição
ou em detalhes
imperceptíveis ao toque
da primeira visão...

anda pelo ar
pelo pensar
pelo sentir
impõe-se à luz
ao calor
ao sabor da avaliação...

pequena mariposa na vidraça
a debater-se
embaça
intercepta o pensar
mãos em concha a resgatam
não se debatem mais
as asas
entendem
não há de ferir intenção
apenas tentativa de libertação...

leve pouso nas mãos
agora abertas
parece agradecer
olha pra além do telhado
esperam-na novas descobertas
voa para o alto
continua a viver...

volto...
a interrupção
fez a alma junto voar
abrir também as asas
sonhar...


ações de procura
de espaço
de voo
de liberdade
contaminam a alma poeta
repleta de livre intenção
desperta
anseia libertação...

Nenhum comentário: