domingo, 12 de fevereiro de 2012

agradeço às plantinhas



de manhãzinha a lua
continua
a iluminar a calçada
o jardim
deseja competir com o sol...

mínimo ponto
quase invisível
em quarto minguante
desde o céu tenta
beijar a rosa
amarela a desabrochar...




ericas em pequeninas manifestações
assistem a tudo contentes
resistentes plantinhas
dão exemplo de firmeza
de certeza... de vontade...
presentes em todas as estações
alegram a vida da gente...



de verdes ou arroxeadas folhas
dependendo da incidência de sol
as tranças de cigana me fazem
lembrar de uma grande amiga
que as trouxe de presente
sorrindo assim bem contente
mas de repente partiu
deixando um imenso vazio
preenchido a cada dia
pela ornamentação delicada
a lembrar de outra jornada
num plano de amplos jardins
onde está feliz enfim...


bom-dia...
boa-tarde...
boa-noite...
há que se ter cuidado
a tudo ouve serena
mas sempre atenta está
composição de plantinhas
dá as boas-vindas
ao coração amigo
ao outro certamente
não receberá contente...

unge a casa com carinho
quase não pede cuidado
um pouco de água
um olhar de afeto
um lugar claro e quieto...

de muitas cores
ou de uma só
perfumadas
ou não
de uma
ou de toda a estação
cultivadas com carinho
as plantinhas nos ensinam
a ver os detalhes importantes
a ser uma pessoa melhor
a crer na espiritualidade
a ter paciência
a esperar o tempo certo
a não esmorecer ante o vendaval
a tentar outra vez quando tudo parece perdido
a ter a alegria da manhã
a certeza do dia
a esperança quando a noite chega...

em tempos de alegria agradeço
às plantinhas pela companhia
pelos ensinamentos
se não for muito exigir
sempre me ensinem mais...

2 comentários:

Giuliano disse...

Splendido ringraziamento per queste inseparabili amiche piante

vera luiza vaz disse...

Obrigada pelo compartilhamento na amizade às plantas! Seja sempre bem-vindo!
Abraço!