domingo, 29 de janeiro de 2012

não vem de colher... não... aqui não tem sopão...

                                                                            mellannyherman.blogspot.com

meiguice transmuta
serenidade abandona postura
compostura quer distância
hoje não há elegância...

atrropelo te devora
não tem hora
quer te sugar companhia
quer teu coração
tua vida
quer tua simpatia
teu dia...

fortificar-se é preciso
na decisão da palavra
no momento necessário
combate de hábil corsário...

sem falsa compaixão
sem dolorida generosidade
bondade pede licença
dá lugar à bravura
à arte da boa guerra...

não é questão de coerência
o assunto é o justo espaço
palavra de sentido claro
verbo de radical firme
é viver sem jugo...
sem o que oprime...

mulher dura luta tem
cabeça pensante presente
advérbio negativo de plantão
sem máscara de bobo da corte
no rosto
esse rei já foi deposto
com valor sempre em juízo
há que dar logo um aviso
não vem de colher... não...
aqui não tem sopão...

Nenhum comentário: