quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Chico Buarque - Eu te amo - Legendado - em intertexto: partir...




partir...
quem há de
depois de tanto tempo
sonhar em cada momento...

partir...
não mesmo fácil
não menos fraco
coração deposto
esconde o rosto no riso ligeiro
aventureiro em desconsolação...

partir...
necessário até pelas raízes
nas cicatrizes à mostra
em cada gesto de recordação...

partir...
deixar a hora escorrer no ralo
deixar o braço cair em desalento
deixar a canção tirar mais um pedaço
do coração despedaçado ao chão...

partir...
compor as notas de outra melodia
tarde do dia entardecido cedo
com medo atroz de não poder partir
sentindo a dor dessa separação...

partir...
seguir a aurora pela madrugada
fazer do nada nova morada
ao sopro forte da desilusão...

Nenhum comentário: