domingo, 1 de janeiro de 2012

canta o joão-de-barro incansável... estranhamente...

                                                              João-de-barro (furnarius rufus) photo by wikiaves.com

sol não surge no início da primeira manhã
fina garoa enfeita o amanhecer
canta o joão-de-barro incansável...
estranhamente...
corpos de ruidosa manifesta alegria dormem
felizmente...

silente despertar contraria
estrepolia barulhenta da anterior noite
açoite feito contentamento amedronta
fere animais
perturba seres em pretendido sono...

fez-se comum invadir
atropelar
agora nada mais faz recuar
repensar ações...

talvez em vão
continuarei humildemente a protestar
não é justo atormentar inocentes criaturas
em nome da propagada comemoração...

segue sereno o coração no entanto
atento ao tempo
feliz
infeliz em algum momento...

insiste na alegria
acredita na esperança
canta com disposição à vida
ao início da primeira manhã...

Um comentário:

Lisi Martins disse...

Lindo...!!!
Simples e tocante!
Parabéns!!!
Uma ótima maneira de iniciar o 2012!