domingo, 25 de dezembro de 2011

envergonho-me de humana ser...

quisera não precisar dizer
envergonho-me de humana ser...

desrespeitosa e ruidosa alegria
invade inocentes vidas
amedronta a quem não entende
simplesmente tem medo
do infernal barulho...

trovejam foguetes
estouram rojões
nas invasoras comemorações...

aves enlouquecidas alçam mortal voo
atiram-se contra vidraças
contra telhados
contra muros
morrem despedaçadas
sangrando no chão arrebentadas...

cães se assustam ferozmente
não compreendem
sensibilidade auditiva
aumenta sua vitimização...

não quero entender
não tem explicação
esse humano proceder...

rei da criação...
hipocrisia...
além de sacrificar inocentes vidas
para saciar sua voraz carnívora fome
o homem vai mais adiante
perde a sensibilidade por completo...

os animais caçam
para alimentar as crias
para o próprio alimento
não têm outra alternativa...

o dito humano mata
sem contemplação
mata até por diversão
fere sem consciência
para regalo e comemoração
de sua infeliz condição...

não quero humana mais ser
quero ser um animal
que dá exemplo de honra
de respeito
de sincera dedicação
a humanos que ferem
maltratam
envergonham
nossa humana condição...

hoje choro
grito a desesperança
a inconformidade
a invasão
a estupidez
a infeliz ignorância
em oposição à esperança
que ontem cantei...

esta ferida
eu sei
não irá cicatrizar
não vislumbro entendimento
vejo... sim... desdenhamento...

fracos todos que assim agem
estão a construir suas ruínas
interna
externamente
seguem em sua sina
irão comemorar a chegada do novo ano
com mais um ruidoso engano...

triste pensar que hoje se comemora
o dia do nascimento
de alguém que se doou em vida
sofreu
deu-se em compreensão...

irresponsavelmente os ditos humanos
comem até quase morrer
embebedam-se e matam
inocentes nas rodovias
em nome da alegria
da comemoração...

engana-se quem espera
outra atitude
ação de virtude
de quem nem a si mesmo respeita
respeitará mais a quem... então...

2 comentários:

Lisi Martins disse...

Lindo, Vera! Compartilho de tua vontade, porque também me envergonho de minha humana condição...!!! Triste tempo em que Ser Humano envergonha! E mais triste ainda é saber que mesmo com tanta maldade...os animais ainda nos amam e compreendem, muito mais do que imaginamos. Abraços, Lisi!

vera luiza vaz disse...

Obrigada, amiga, pelo compartilhamento na dor e na vergonha... Sim, tristes tempos...