terça-feira, 20 de setembro de 2011

madrugada da esperança

                                                                                                  photo by marília


corpo marcado
pela tirania
vadia

alma lavrada
incompreensão
covardia

firmo espaço
doído peito
arregaço

inverno de solidão composto
primavera de esperança escancarada
habita minha calçada

amedrontam-me desvarios
arrepiam-me leviandades
envenenam as falsidades

ardo
calo
espero
broto na madrugada
da esperança
mais nada...

Nenhum comentário: