domingo, 21 de agosto de 2011

poesia a essa hora...

ousadia
poesia a essa hora...

alegria
poesia em expressão...

enche-se a barriga da alma
em ritmo de leve canção...

faz-se o sorriso na face
ou a tez escurece em dor...

sabor de coragem exposta
odor de botão em flor...

delírio em vocábulo aberto
da lua ao sol escaldante
da estação adolescente
até o inverno feito em frio
vazio em céu pleno de estrelas
controvérsia arregaçada
debruçada a nuvem espia
vadia em caminhada
assombrada ao meio do dia...

canta mas não explica
esmigalha na rima atriz
aprendiz do enfeitiçado agora...

ousadia
poesia a essa hora...

Nenhum comentário: