sexta-feira, 29 de julho de 2011

ave da vida

cantas na tarde chuvosa
não calas
vives ao trinar...

atravessas o frio
assobias qual vento
inventas
voas
segues a cantar...

teu canto é incentivo
teu canto é vivo
me envolves com teu cantar
rompes da mente a memória
soluça o peito ao lembrar...

ave da vida
teu jeito é lida
me ensinas a andar...

escolhes a alegria
a ousadia da esperança
tranças as malhas do dia
acorrentas a ventania
com teu sonoro cantar...

ave da vida
quero contigo cantar...

Nenhum comentário: