quinta-feira, 2 de junho de 2011

na dúvida do tempo

na dúvida o tempo vai
marca o dia frio
sombrio o inverno chega
pestaneja a ave gelada
quebrada a agonia

sangra a noite ampliada
chegada de ventos e de chuvas
curvas dos rios
da vida urgente
presente em fantasias

tempo é estação
tempo é perdão
é primavera da alma
é inverno do corpo
é outono exposto
no fruto
na ação
na oração

Nenhum comentário: